Glossário para investimentos

Seguir

A IOUU sabe que existem termos que podem causar dúvidas ou alguma estranheza quando se vai investir, por isso montamos um glossário com alguns termos mais técnicos para facilitar sua análise e seu investimento.

 

Alavancagem: É um termo genérico para qualquer técnica utilizada para multiplicar a rentabilidade de uma empresa através do endividamento desta (Tomar empréstimos, comprar ativos fixos, usar derivativos, etc.).

 

Amortização: É o processo de extinção de um empréstimo através de pagamentos mensais. Importante lembrar também que difere do valor da parcela, uma vez que esta é composta da Amortização + Juros.

 

Ativo Circulante: Bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em curto prazo (Dinheiro em caixa, conta movimento em banco, aplicações financeiras, contas a receber, estoques, despesas antecipadas, depósitos bancários, mercadorias, matérias-primas, títulos, etc.).

 

Ativo Não-Circulante: Bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro no longo prazo (Recolhimento de títulos e debêntures de longo prazo, depósitos bancários a longo prazo, duplicadas a receber, imóveis, etc.).

 

Bacen: Banco Central. Autoridade Monetária que baliza e fiscaliza as atividades financeiras do país.

 

Balanço Patrimonial: É um relatório contábil gerado após o registro de todas as movimentações financeiras de uma empresa em determinado período. Esses registros dos fatos contábeis são aqueles que constam no livro diário da empresa.

 

Capital Circulante Líquido: Índice que mede a diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante da empresa. Apresenta se existe folga nos ativos de curto prazo em relação aos passivos de curto prazo.

 

Capital Social: Capital inicial empregado pelos sócios de uma empresa no ato de sua criação, a fim de mantê-la até que esta esteja em pleno funcionamento. Esse capital pode ser modificado a cada vez que um sócio faz um desinvestimento na companhia (redução de capital) ou aumento do capital investido.

 

Capex: Capital expenditure, ou, despesas com capital. Designa o montante de dinheiro despendido na aquisição ou melhora de bens de capital (equipamentos e instalações necessários para a produção de outros bens ou serviços) de uma empresa. 

 

Cashback: Literalmente “dinheiro de volta”. Funciona de forma simples: o consumidor faz uma compra, ou investimento ou consume um serviço e seu benefício vem com a devolução de parte do dinheiro gasto. No caso da IOUU este sistema vem com a indicação para colegas, amigos e familiares interessados e o retorno ocorre a cada investimento realizado por estes pela plataforma.

 

CCB: Cédula de Crédito Bancário. É um título de crédito que pode ser emitido por pessoa física ou jurídica em favor de uma instituição do Sistema Financeiro Nacional, representando uma promessa de pagamento, em dinheiro, decorrente de operação de crédito de qualquer modalidade.

 

CDB: Certificado de Depósito Bancário. É um título de renda privado, podendo ser pré ou pós fixado, emitido por instituições financeiras e vendidos ao público como forma de captação de recursos.

 

CDI: Certificado de Depósito Interbancário. É um título de renda fixa interbancário tradicionalmente usado como comparativo prático na análise das taxas de retorno e atratividade de um investimento. É importante saber que não é possível uma pessoa possuir um CDI, apenas bancos podem. Funciona assim: Bancos costumam emprestar dinheiro uns para os outros com prazo para devolução curtíssimo, 24 horas, e assim evitam problemas nos fluxos de caixas e a chance de fechar o dia de operações no negativo, isto é, quando os saques realizados durante o dia superam os depósitos. A taxa cobrada entre eles em suas transferências bancárias internas, CDI’s, regula o mercado de renda fixa e de fundos de investimentos, pois possui a "rentabilidade mínima" esperada de qualquer investimento.

 

CNPJ: Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica. É um número único que identifica uma pessoa jurídica ou equiparadas (pessoas físicas que exploram em nome individual atividades com intuito de lucro). A nível de comparação, possui a mesma função do CPF (Cadastro Pessoa Física) para o cidadão (pessoa física), ou seja, uma identificação perante a Receita Federal do Brasil, que é o órgão responsável por administrar os cadastros de Pessoa Física e Pessoa Jurídica.

 

Comprometimento da Renda: É o cálculo simples da relação entre as dívidas e o lucro anual de uma empresa, por ele pode-se determinar o grau de endividamento desta.

 

DARF: Documento de Arrecadação de Receitas Federais. Trata-se de um documento emitido pelos órgãos de arrecadação, como Ministério da Fazenda ou da Secretaria da Receita Federal, para cobrança de tributos administrados por esses órgãos.

 

Default: Descumprimento de qualquer cláusula de um contrato relacionada ao credor e devedor.

 

Dívida Líquida: Refere-se ao volume de empréstimos e financiamentos menos o caixa e equivalentes.

 

DRE: Demonstração do Resultado do Exercício. É um relatório contábil que apresenta, de forma resumida, as operações de uma empresa em determinado período e o resultado apurado, que pode ser de lucro ou prejuízo.

 

Endosso: Termo usado no Direito, é um ato unilateral pelo qual se transferem os direitos de propriedade de algo ou um título que, inicialmente, pertence a determinado indivíduo para outra pessoa. Normalmente, o endosso é uma declaração feita no corpo de um título de crédito garantindo que apenas o endossatário seja o beneficiado pela garantia do crédito.

 

Estrutura de Capital: Dívida de longo prazo, dívida de curto prazo e patrimônio dos acionistas de uma empresa.

 

Faturamento: É a soma de todas as vendas, seja de produtos ou de serviços, que uma empresa realiza em um determinado período, sem contabilizar os custos para tal.

 

Giro de Estoques: É um parâmetro responsável por demonstrar o desempenho de um estoque, indicando de forma padronizada sua qualidade em relação aos recursos estocados. Esse indicador é aplicável para qualquer tipo de estoque, independentemente de seu tamanho ou complexidade.

 

Grau de Imobilização: Representa o quanto uma empresa aplicou no ativo permanente em relação ao seu Patrimônio Líquido. Quanto menor o grau deste, maior a disponibilidade de recursos provenientes do capital dos próprios acionistas, logo, maior a liquidez da empresa.

 

ID: Identificação. Número identificador da operação.

 

Idade Média de Estoques: Média do tempo em que os produtos ficam em estoque.

 

Liquidez: É um conceito econômico que considera a facilidade e a rapidez com que um ativo pode ser convertido em dinheiro, caso necessário.

 

Liquidez Corrente: O indicador de liquidez corrente tem como função medir a capacidade da empresa de cumprir com suas obrigações no curto prazo. Encontrado através da relação entre ativo circulante e passivo circulante. Normalmente, na gestão financeira, é ele que serve de referência para a maioria dos pagamentos, representando a saúde do caixa.

 

Liquidez Seca: Bastante similar a Liquidez Corrente, com a diferença de que neste o estoque não é computado como ativo circulante, pois representar um ativo que, às vezes, pode não estar atrelado diretamente ao patrimônio.

 

Margem EBITDA:Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization”, ou, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”. A margem EBITDA é um indicador financeiro e variável de desempenho que ajuda a entender a saúde financeira de uma empresa. Basicamente, demonstra se os ativos operacionais do seu negócio estão gerando caixa ou não.

 

Margem Líquida: Mede a fração de cada real de vendas que resultou em lucro líquido.

 

Operação Compromissada: É aquela em que o vendedor ou emissor assume o compromisso de recomprar os títulos que disponibilizou em data futura pré-definida e com o pagamento de remuneração pré-estabelecido. Na mesma operação o comprador, por sua vez, assume o compromisso de revender o título ao vendedor na data acordada e com o pagamento do preço fixado.

 

Passivo Circulante: Obrigações a serem pagas no curto prazo (Contas a pagar, dívidas com fornecedores de mercadorias ou matérias-primas, impostos a recolher, empréstimos bancários com vencimento em menos de  360 dias, salários, direitos trabalhistas a serem pagos, etc.).

 

Passivo Não-Circulante: Obrigações a serem pagas no longo prazo (Financiamentos e empréstimos de instituições financeiras, debêntures a pagar, fornecedores de equipamentos de grande porte, processos judiciais, etc.).

 

Patrimônio Líquido: Representa os valores contábeis que os sócios ou acionistas possuem na empresa em um determinado momento.

 

Receita Líquida: É a receita bruta de uma empresa excluindo-se as deduções existentes no período analisado, como impostos, devoluções, descontos comerciais, etc.

 

Retorno Bruto: Podendo ser observado como anual ou mensal, é o retorno de um valor investido antes de serem descontados dele incidência de impostos, taxas e correção da inflação no período.

 

ROI: Return on Investment, ou, Retorno Sobre o Investimento. Termo bastante comum na análise de investimentos, sendo usado principalmente para identificar retornos financeiros, tanto potenciais como passados. Por meio de uma taxa de retorno, observa-se qual foi o retorno do valor aplicado em um determinado investimento. É através dele que se pode observar o Retorno Bruto.

 

Score: É a forma de avaliação do risco financeiro da operação. O sistema usado pela IOUU é o AA-HR(AA/A/B/C/D/E/HR), onde AA possui o menor risco de inadimplência, porém também a menor taxa de juros e uma menor rentabilidade; e HR, por sua vez, possui um maior risco e, logo, uma maior taxa de juros e uma maior rentabilidade.

 

Serasa Experian: É uma empresa brasileira especializada em análises e informações que dão suporte as decisões sobre disponibilização de crédito, saúde financeira ou capacidade de pagamento de outras empresas.

 

Spread: Refere-se à diferença entre o preço de compra e venda de uma ação, investimento, título ou transação monetária. Analogamente, quando o banco empresta dinheiro para alguém, cobra-se uma taxa pelo empréstimo ― uma taxa que será certamente superior à taxa de captação. A diferença entre as duas taxas é o chamado spread bancário.

 

Suitability: É uma verificação sobre os interesses, o gosto pelo risco e os objetivos do investidor.

 

Taxa Selic: É a taxa média ajustada dos financiamentos diários realizados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia para títulos federais. Ela é obtida por meio do cálculo da taxa média ponderada e ajustada das operações de financiamento por um dia, lastreadas em títulos públicos federais, na forma de operações compromissadas.

 

TED: Transferência Eletrônica Disponível. É uma transação financeira na qual uma pessoa física ou jurídica faz uma transferência interbancária.

 

TIR: Taxa Interna de Retorno. É um indicador usado na análise de viabilidade econômica de um projeto e serve para indicar a rentabilidade desse investimento.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0

Comentários